29 de outubro de 2012

Coisas que Aprendi com o Tempo


"Nunca perca seu tempo com ressentimentos, mágoas ou vinganças. Ao invés disso, tente sempre construir relações verdadeiras, com respeito, afeto e companheirismo. E não importa o tempo que gaste: Faça com amor!

Aprendi que sucesso e fracasso, vitórias e derrotas, felicidades e tristezas, tudo isso em maior ou menor proporção, faz parte da vida de todo mundo. O que nos difere é a forma como escolhemos alcançar aquilo que desejamos e imaginamos ser o melhor para nós!

Em seu caminho, lembre-se de que dinheiro é importante, mas não mais do que você e o tempo que dedica aos seus filhos, familiares, amigos, pois nenhum dinheiro pagará por sua ausência, o vazio e a solidão deles.

Aprendi com o tempo que perder não é vergonhoso. Vergonhoso é perder tempo continuando a focar na dor. Perder é uma oportunidade de aprendizagem e crescimento, uma permissão direta para ressignificar.

Aprendi que meu exemplo e, não os bens materiais, será o meu maior legado. Pois diante da morte não quero causar alegria pela herança material, mas sim a comoção sincera naqueles que realmente me amaram em vida.

Aprendi que ser feliz parte realmente de dentro de nós, todo o resto está longe, pode partir, está fora do nosso controle, enquanto a felicidade é uma sementinha interna, que vai crescendo e crescendo, se alimentada pelo que cultivamos de melhor em nós."

José Roberto Marques
Trecho do livro Coaching de Carreira - Construindo Profissionais de Sucesso, Editora Ser Mais, 2012.


27 de setembro de 2012

Diga NÃO ao Stress

Algumas dicas para evitar o stress e ter uma vida mais tranquila e não ficar igual ao carinha da foto! rsrsrs.

1-Aceite que há dias em que você é o pombo e outros em que você é a estátua.
2-Mantenha sempre suas palavras leves e doces pois pode acontecer de você precisar engolir todas elas.
3-Só leia coisas que faça você se sentir bem e ter a aparência boa de quem está bem, caso você morra durante a leitura.
4-Dirija com cuidado. Não só os carros apresentam defeitos e têm recall do fabricante.
5-Se não puder ser gentil, pelo menos tenha a decência de ser vago.
6-Se você emprestar R$200,00 para alguém e nunca mais vir essa pessoa, provavelmente valeu a pena pagar esse preço para se livrar dela.
7-Pode ser que o único propósito da sua vida seja servir de exemplo para os outros.
8-Nunca compre um carro que você não possa manter.
9-Quando você tenta pular obstáculos lembre que está com os dois pés no ar e sem nenhum apoio.
10-Ninguém se importa se você consegue dançar bem. Para participar e se divertir no baile, levante e dance, pronto.
11-Uma vez que a minhoca madrugadora é a que é devorada pelo pássaro, durma até mais tarde sempre que puder.
12-Lembre que é o segundo rato que come o queijo - o primeiro fica preso na ratoeira. Saiba esperar.
13-Lembre, também, que sempre tem queijo grátis nas ratoeiras.
14-Quando tudo parece estar vindo na sua direção, provavelmente você está no lado errado da estrada.
15-Aniversários são bons para você. Quanto mais você tem, mais tempo você vive
16-Alguns erros são divertidos demais para serem cometidos só uma vez.
17-Podemos aprender muito com uma caixa de  lápis de cor. Alguns têm pontas aguçadas, alguns têm formas bonitas e alguns são sem graça. Alguns têm nomes estranhos e todos são de cores diferentes, mas todos são lápis e precisam viver na mesma caixa.
18-Não perca tempo odiando alguém, remoendo ofensas e pensando em vingança. Enquanto você faz isso a pessoa está vivendo bem feliz e você é quem se sente mal e tem o gosto amargo na boca.
19-Quanto mais alta é a montanha mais difícil é a escalada. Poucos conseguem chegar ao topo, mas são eles que admiram a paisagem do alto e fazem as fotos que você admira dizendo "queria ter estado lá".
20-Antes de voltar para casa, deposite sua carga de trabalho/vida no chão. Não carregue para casa. Você podem voltar a pegá-la amanhã. Com tranquilidade. 

Uma pessoa realmente feliz é aquela que segue devagar pela estrada da vida, desfrutando o cenário, parando nos pontos mais interessantes e descobrindo atalhos para lugares maravilhosos que poucos conhecem.

27 de junho de 2012

Leia os Clássicos


Martha Mendonça publicou recentemente no site da Revista Época uma matéria muito interessante sobre a leitura de livros clássicos.
O texto busca incentivar a leitura destes livros que, segundo o historiador e professor de literatura Joel Rufino dos Santos, “sintetizam, de tempos em tempos, o que a humanidade acumulou de saber”.
Martha defende que os clássicos são “livros tão impressionantes – em forma e conteúdo – que, mesmo falando sobre um microcosmo, revelam sentido para a existência humana, de forma universal, não importam o tempo, o idioma ou o período em que foram escritos.”
A presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Ana Maria Machado argumenta que um livro clássico “é uma parcela do Patrimônio da Humanidade.” Já Júlio França, professor de teoria da literatura da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, salienta que os “clássicos transcendem o tempo em que foram escritos e ampliam nossa visão do mundo”.
O artigo traz uma lista compilada por cinco estudiosos de literatura com indicações de leitura dividida em três partes: “uma básica, com obras que podem inserir o leitor num tipo de texto clássico, mas bastante acessível. Outra, um pouco mais complexa. E, a última, de livros considerados desafiadores.”
Para a elaboração da lista, foram considerados os seguintes critérios:

  • Apenas romances;
  • Diversidade (diferentes estilos, nacionalidades, enredos e períodos);
  • Apenas uma obra por autor;
  • Obras a partir de 1970 não entraram na lista, por estar, talvez, ainda maturando no caminho de se tornar clássicos da humanidade.

Martha Mendonça finaliza o texto com a seguinte reflexão: “O importante é começar. Ler bons livros melhora o vocabulário, dá referências de qualidade, traz novas ideias para o trabalho e para a vida. E – como se tudo isso não bastasse – ainda diverte.” 

Segue abaixo figura com a lista completa:

 
 
 

Ideias sustentáveis

Amigos, na maioria das vezes aquilo que vai para o lixo poderia ser reaproveitado e se transformar em objetos e utensílios práticos e úteis, além de deixar de poluir o nosso planeta. Vejam abaixo algumas dicas de reaproveitamento de materiais:


















29 de fevereiro de 2012

Sobre o Aborto


O aborto não deve ser analisado apenas como uma questão de religião, trata-se do controle do corpo da mulher. O aborto é uma realidade cada vez mais presente em nossa sociedade, e muitos países já o legalizaram. Mas nos países onde não é legalizado, o aborto também é uma realidade.  Acontece que abortos ilegais acabam matando a mulher. Quando um País não legaliza o aborto, acaba condenando muitas mulheres à morte. 

Na discussão sobre o aborto a mulher quase nunca existe como indivíduo. Um embrião passa a ser muito mais importante que a mulher que o sustenta e carrega. Dizem que é adolescente irresponsável ou mulher que saiu abrindo as pernas dando por aí que abortam. Mas de acordo com uma pesquisa do Ministério da Saúde, a maioria das mulheres que abortam tem entre 20 e 29 anos e estão em relacionamento estável.

O que as pessoas que são contra o aborto não entendem é que a mulher que aborta não quer seguir com a gravidez. Ela não quer estar grávida. Nem é questão de poder ou não sustentar a criança. É não querer estar grávida. É o corpo dela! Toda pessoa tem direito de ter autonomia sobre o seu próprio corpo. Tanto faz se é vagabunda, se é prostituta, se é irresponsável ou se é mãe de família. O corpo é dela!

Se a mulher que faz aborto é irresponsável, então podemos dizer que 20% da população feminina é irresponsável, pois de acordo com o Ministério da Saúde, uma em cada cinco mulheres de até 40 anos de idade já fez aborto.

Texto elaborado com base no artigo de Lola Aronovich intitulado “Mulher, esse ser irresponsável que só quer abortar”.

14 de fevereiro de 2012

Sobre o Carnaval, sacanagem, hipocrisia e falso moralismo


A blogueira Letícia Fernandez publicou um texto bem interessante sobre carnaval e hipocrisia. Seguem alguns trechos. O link para o texto completo está no fim deste post.

“Afinal, o que é o carnaval? (...) Para a maioria, a grande desculpa para beber até cair, andar seminu e beijar quantas bocas acharem pelo caminho. E ver muita, muita mulher pelada na televisão e nos desfiles de escola de samba.
Durante uma semana temos passe livre para a esbórnia, a putaria, a suruba. Se todo mundo acha isso tão normal, por qual razão não agimos assim no resto do ano?
(...)
Mas, no fundo, é isso que todo mundo quer. Transar com várias pessoas. Transar todos os dias do feriado. Ficar muito doido e trepar, trepar e trepar. Nada contra. Pelo contrário. Só fico encafifada porque acham isso tão errado no resto do ano.
Por que precisam de desculpas momescas para cair na orgia? Ou, pelo menos, para achar a orgia normal? Durante uma semana podemos fazer o que quisermos com nossos corpos e não chocar ninguém, mas nas demais 51 semanas do ano temos de ser pudicos?
Pois eu sou a favor de 366 dias de muita sacanagem, muitos corpos nus e nenhum falso moralismo. Está de camisinha? É consensual? Então vamos nessa. Nem todo carnaval precisa ter seu fim.”

Trecho do texto “Carnaval, a festa da hipocrisia”, escrito por Letícia Fernandez e publicado no Blog Cem Homens, em 14/02/2012.

8 de fevereiro de 2012

Caminhos Incríveis

Algumas paisagens onde a natureza se harmoniza com a engenhosidade humana para formar belos e inusitados caminhos captados por excelentes fotógrafos.