13 de outubro de 2009

Poema: Autopsicografia

-->

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Fernando Pessoa*
27/11/1930


* Fernando António Nogueira Pessoa nasceu em Lisboa no dia 13 de Junho de 1888, foi um poeta e escritor português. É considerado um dos maiores poetas da Língua Portuguesa, e da Literatura Universal. Morreu de cirrose hepática no dia 30 de novembro de 1935, aos 47 anos, na cidade onde nasceu.Fonte: Wikipedia.