28 de fevereiro de 2011

Poema: Reaprendendo a Voar

O amor é tão forte quanto as ondas do mar
mas uma pessoa apaixonada é tão frágil quanto uma borboleta a voar
a qualquer momento
a qualquer instante
suas asas podem se quebrar
quanto maior o sonho
mais dolorosa é a queda
mas suas asas um dia renascem
sim, vão renascer
com o novo dia que vai chegar
porque assim é viver
ela voltará a voar
e voará tão alto
que você não conseguirá ver
a sua trajetória
suas novas cores
e a força de seu coração
você vai apenas sentir
quando vê-la sorrir
que o presente é embalado
por uma nova canção

André Ribeiro de Oliveira
Lavras/MG - 11/07/2003


Nota: As imagens utilizadas neste post são criações do artista russo Alexander Ovchinnikov.  Parte do seu trabalho pode ser encontrado no site http://www.not-for-sale.ru/Home.html.